O que não fazer durante o sexo: 9 dicas para não fazer feio na hora H

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Quando o assunto é sexo, tudo é muito subjetivo. Cada pessoa tem seu próprio ritmo, preferências e fantasias sexuais.

No entanto, existem algumas atitudes que não devem ser feitas durante a relação sexual, ou porque desrespeitam o seu parceiro ou porque são capazes de fazer qualquer pessoa perder o tesão.

Será que você está cometendo alguma gafe na cama e nem sabe? Para te ajudar, preparamos um manual de etiqueta na cama com 9 dicas do que não fazer durante o sexo. Confira!

1. Ser egoísta

O sexo – mesmo que casual – exige certa cumplicidade entre os envolvidos, pelo menos no que diz respeito a dar e receber prazer.

Uma das piores coisas que existe é fazer sexo com alguém que só pensa no seu próprio prazer e não se importa com o que o outro está sentindo.

Portanto, não seja egoísta preocupando-se apenas com o seu orgasmo. Certifique-se de que o ato esteja sendo prazeroso para ambos e se você chegar lá primeiro, não deixe seu parceiro na mão. Clique aqui para baixar um ebook com os segredos do Orgasmo Feminino.

2. Pular as preliminares

Ir direto para o ato, sem beijos e carícias é certamente algo para não fazer durante o sexo. Pular as preliminares é egoísta e bem deselegante, já que mostra pressa e falta de cuidado e interesse no outro.

As mulheres demoram mais para alcançar a excitação e se lubrificar para o sexo e necessitam de boas preliminares para isso. Já os homens, apesar de se excitarem mais facilmente, também gostam do jogo das preliminares e de serem tocados e acariciados. Portanto, as preliminares são importantes para os dois.

3. Fingir orgasmos

Essa técnica é muito usada pelas mulheres para agradar seus parceiros quando eles não conseguem levá-las ao orgasmo.

No entanto, vamos combinar que essa mentira é totalmente desnecessária. Nenhuma mulher é obrigada a ter orgasmos em toda relação sexual e isso não desmerece o parceiro em nada.

Deselegante é fazer caras e bocas e simular reações nada naturais para expressar algo que não se está sentindo. Além disso, ao fingir orgasmos, perde-se a oportunidade de mostrar ao parceiro o que a mulher realmente gosta e que pode levá-la ao orgasmo – de verdade.

4. Tentar coisas novas sem informar o parceiro

É fato que para ter uma vida sexual saudável e mais ativa é importante tentar coisas novas e não cair na mesmice.

Novas posições, brincadeiras, fantasias sexuais… tudo isso pode dar um up na sua vida sexual, no entanto, nunca tente nada novo sem antes conversar com o seu parceiro.

Tocar em partes do corpo como, por exemplo, a região anal, amarrar, usar brinquedos eróticos, dar tapas ou pegadas mais agressivas são exemplos do que não fazer durante o sexo sem ter conversado com o seu parceiro antes, pois ele pode se sentir desconfortável com a situação.

5. Nunca tentar algo novo

Se por um lado, tentar coisas novas sem informar o parceiro pode ser ruim, nunca topar algo novo pode ser pior ainda.

Sempre se negar a ter novas experiências durante o sexo pode acabar com a excitação do casal, que cai na rotina e mesmice do sexo.

Claro que cada pessoa tem os seus limites e eles devem ser respeitados. Mas procure abrir a sua mente. Um pouco de novidade pode ser bom!

6. Sentir vergonha do seu corpo

Isso é bastante comum entre as mulheres, que sempre estão insatisfeitas com seu corpo.

A questão é que celulites, estrias e gorduras localizadas não fazem nenhum homem broxar, mas não se mostrar por vergonha do corpo é um verdadeiro balde de água fria.

Portanto, nada de transar no escuro, se mostre e tenha autoconfiança. Se vocês estão na cama é porque se sentem atraídos um pelo outro.

7. Falar demais

É legal falar algumas coisas durante o sexo, como sussurrar algumas frases quentes, falar suas sensações, pedir que o parceiro faça algo, etc.

Mas narrar tudo o que acontece na cama ou exagerar nas instruções é definitivamente algo para não fazer durante o sexo.

O mesmo vale para gritos e gemidos. Essas reações são excitantes, mas sem exageros. Maneire o tom e não faça escândalos, pois além de bizarro, chega a ser assustador.

8. Não esboçar nenhuma reação

Da mesma forma que gritos e gemidos exagerados são desconcertantes, não esboçar nenhuma reação durante o sexo é extremamente broxante.

Ficar mudo, sem reagir aos estímulos é uma falta de respeito com o seu parceiro e passa aquela desconfortável sensação de “tanto faz”.

Se você não está gostando do sexo, pare e converse, mas não fique inanimado na cama.

9. Pressionar o parceiro

Pressionar o parceiro a fazer algo ou a ter relações sexuais quando a pessoa não está a fim não só é um desrespeito, como um crime.

A palavra de ordem é consentimento. Vá com calma e respeite os limites do outro.

É claro que o que fazer ou não fazer durante o sexo é bastante pessoal e subjetivo. As dicas acima mostram que o mais importante na hora do sexo é respeitar a si e ao outro. Esse é o melhor caminho para ter noites incríveis de sexo, com muito prazer e intimidade.

Alguém já cometeu alguma dessas gafes com você? Tem mais alguma dica do que não fazer durante o sexo para acrescentar na nossa lista? Posta nos comentários!

Se você tem interesse em aprender mais sobre sexo e deixar sua parceira impressionada, clique aqui para baixar um ebook ensinando como fazer uma mulher gozar!

Recomendados para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *